gototop
Quarta, 05 Abril 2017

Mulheres em privação de liberdade farão cursos profissionalizantes

Três cursos serão ofertados e beneficiarão 85 internas por meio da parceria entre Funap-DF e Secretaria de Educação.

Com o intuito de oferecer mais chances de capacitação profissional às mulheres privadas de liberdade, a Fundação de Amparo ao Trabalhador Preso do Distrito Federal (Funap-DF), em parceria com a Secretaria de Educação, promove às internas da Penitenciária Feminina (PFDF) três cursos profissionalizantes do programa Mulheres Mil, iniciativa do Ministério da Educação (MEC) voltada à inclusão social e econômica de mulheres em situação de vulnerabilidade.

As atividades que terão início no dia 10 de abril beneficiarão 85 internas com 30 vagas para o curso de recepcionista, 30 para o de assistente administrativo e 25 para o de costureira de máquina reta e overloque. Quem participa dos cursos tem direito à remição de 1 dia da pena para cada 12 horas de estudo e bolsa de R$ 2,00 por hora aula de acordo com a frequência comprovada. Cada curso terá a duração de 160h. 

As vagas do Mulheres Mil voltadas às internas, por meio da pactuação com a Secretaria, ofertante dos cursos, segundo o diretor-executivo da Funap-DF, Nery do Brasil, surgiu a partir da observação em relação ao déficit de capacitação profissional no sistema penitenciário. “Nós percebemos que muitas destas mulheres não têm qualificação para iniciar nos contratos de trabalho. Queremos mudar esta realidade ofertando oportunidades de aprendizagem para as internas tenham melhores condições quando retornaram à sociedade”, explica o diretor.

Para a coordenadora de Políticas Educacionais para Juventude e Adultos da pasta da Educação, Fernanda Marsaro, a iniciativa com foco nas pessoas presas é um projeto novo para a Secretaria e que se propõe a conceder chances de mudança para as detentas. “Estes cursos são importantíssimos para o resgate social e o acolhimento destas mulheres, para que encontrem novas perspectivas”, ressalta. A coordenadora frisa ainda que o conteúdo de alguns cursos pode ser utilizado em outras disciplinas. “A ideia é que haja uma continuidade no aprendizado, pois parte do que aprenderão aqui pode ser reaproveitado em cursos técnicos”, complementa.

A aula inaugural dos cursos ocorreu ontem (04) em uma solenidade na Penitenciária Feminina e contou com as presenças do diretor-executivo da Funap, Nery do Brasil; da Coordenadora de Políticas Educacionais para Juventude e Adultos, da Secretaria de Educação, Fernanda Massaro; da coordenadora nacional do Programa Mulheres Mil, do MEC, Jussara Campos; do diretor de Políticas Penitenciárias do Departamento Penitenciário Nacional (Depen - Ministério da Justiça), Jefferson de Almeida; do coordenador-geral da Subsecretaria do Sistema Penitenciário (Sesipe-SSP/DF), Celso Vagner; da diretora da Penitenciária Feminina, Deuselita Perereira Martins e representante do Ministério Público do Distrito Federal e Território (MPFDT). 

Mulhres Mil

O Programa Mulheres Mil, que já capacitou mais de 100 mil mulheres por todo o Brasil, é uma extensão do Programa Nacional de Acesso ao Ensino e Emprego (Pronatec) desenvolvido especialmente para o público feminino. O intuito da proposta é promover a inclusão social e econômica das mulheres com foco no empoderamento, no acesso à educação, nas questões de gênero e na inserção produtiva no mercado de trabalho. Desde 2014, o programa também é ofertado às mulheres presas. “Muito além de uma formação profissional, o nosso propósito é ofertar uma formação cidadã, que é um direito de todas as mulheres”, explica a coordenadora nacional do Mulheres Mil no MEC, Jussara Campos.  

Pronatec Prisional

A Funap-DF também angariou vagas do Pronatec Prisional voltadas aos homens em privação de liberdade. No final de 2016, a Fundação conseguiu pactuar o total de 80 vagas em cursos profissionalizantes ministrados pelo Senai. Receberam os cursos três unidades prisionais do DF: Centro de Progressão Penitenciária (CPP), Centro de Detenção Provisória (CDP) e Penitenciária do Distrito Federal (PDF 1).

---

Isabel Nascimento
Assessoria de Comunicação Social

Fundação de Amparo ao Trabalhador Preso do Distrito Federal (Funap-DF)

E-mail:    Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.
Telefone: (61)  3233-8215

VOCÊ EST? AQUI: Início Imprensa Notícias Mulheres em privação de liberdade farão cursos profissionalizantes